#cap1 #cap2 #cap3 #cap4 #cap5 #cap6 #cap7
.  

POLÍCIA CIVIL/RJ

Concurso PC-RJ: 'todos os editais saem até dezembro', diz secretário

01/07 - "Todos os editais do concurso Polícia Civil-RJ 2019 sairão até dezembro". Essa foi a previsão passada pelo secretário de Polícia Civil do Rio de Janeiro, delegado Marcus Vinicius Braga, em entrevista exclusiva à FOLHA DIRIGIDA nesta sexta-feira, 28.

O chefe da pasta também revelou detalhes sobre os preparativos do concurso com mil vagas e confirmou: "será um edital para cada cargo". O prazo inicial era de que os editais fossem publicados a partir de julho. Porém, a Polícia Civil fluminense teve que refazer os termos de referência do concurso com base na autorização do governador Wilson Witzel para abertura de mil vagas.

No início do ano, a corporação elaborou os documentos basilares para os editais com as 96 vagas autorizadas pelo então governador Luiz Fernando Pezão, em 2018. Com o aumento na oferta do concurso, todo processo teve que ser reformulado.

Isso porque organizar uma seleção com mil vagas gera um gasto maior, como a contratação de mais fiscais e locais de prova. A boa notícia é que os interessados no concurso terão mais tempo de estudos, já que os editais ficarão para o segundo semestre deste ano.

"Os processos estão na Fazenda. A pasta já vai analisar nesta próxima semana e encaminhar à Casa Civil. Eles vão pedir os processos de volta para devolver à Polícia Civil (seguindo o formato da nova autorização, com mil vagas). Ou seja, estamos no encaminhamento da fase interna", detalhou Braga.

O secretário explicou que entre esses preparativos internos está a escolha da banca organizadora. A instituição contratada será a responsável por receber as inscrições no concurso PC-RJ e aplicar as etapas, como provas objetivas. Outra informação confirmada pela direção da Academia de Polícia Sylvio Terra (Acadepol) é que os editais serão publicados em até 45 dias após a contratação da banca.

______________________________________________________________________________________________

Projeto básico do concurso PC-RJ é reformulado após aval de mil vagas

21/06 - Depois da autorização para mil vagas no concurso PC-RJ, a corporação dá continuidade aos procedimentos dos editais, previstos para julho. Uma etapa importante é a elaboração do projeto básico da seleção com oportunidades para todos os níveis de escolaridade.

Esse documento, também conhecido como termo de referência, funciona como um espelho do edital e traz informações importantes da estrutura de provas e calendário previsto. No início do ano, a Academia de Polícia Sylvio Terra (Acadepol) informou à FOLHA DIRIGIDA que concluiu o projeto básico para cada cargo.

O problema é que o estudo técnico foi feito com base no aval para 96 vagas, concedido em 2018, pelo então governador Luiz Fernando Pezão. A corporação chegou a cotar preços de bancas  organizadoras.

Até oito instituições mandaram suas propostas, mas esse trâmite não foi concluído por uma questão orçamentária. Na verdade, o processo foi parado em abril para que se confirmasse o maior quantitativo de vagas na seleção, anunciado por Witzel.

Com o aumento na oferta do concurso PC-RJ para mil vagas, confirmado no dia 7 de junho, o cenário muda por completo. Afinal, organizar uma seleção com mais oportunidades representa maior custo como, por exemplo, na reserva de mais locais de prova e contratação de fiscais. 

De acordo com o setor de licitações da Polícia Civil do Rio, os documentos já elaborados só poderiam ser aproveitados caso o número de vagas aumentasse em até 25%. O que foi muito superior. Por esse motivo, os projetos básicos terão que ser reformulados com base em novos valores.

No caso dos cargos de investigador e perito criminal, que não estavam na autorização inicial, esses documentos terão que ser feitos do zero. Um novo estudo técnico será realizado com base nas mil vagas, assim como a análise do orçamento.

Quando pronto, o projeto básico será usado na escolha da banca organizadora. A corporação, segundo informou o setor de licitações à FOLHA DIRIGIDA, ainda não definiu se a modalidade será por pregão ou dispensa de licitação.

Concurso PC-RJ: aprovados terão ganhos de até R$18 mil

Das mil vagas autorizadas por Witzel, 100 serão para investigador, 100 para delegado, 100 para perito legista, 500 para inspetor, 60 para perito criminal, 80 para técnico de necropsia e 60 para auxiliar de necropsia.

O secretário da Polícia Civil, delegado Marcus Vinícius Braga, comemorou a autorização do concurso. “Os quadros (da Polícia Civil) estão muito defasados. A importância desse concurso é muito grande (para a instituição). O governador entendeu (a necessidade) e autorizou (um edital para) mil vagas”, disse Braga ao jornal O Dia.

 

______________________________________________________________________________________________

PC-RJ confirma escolaridades do concurso e promete editais em breve

Polícia Civil do Rio de Janeiro revela que editais do concurso estarão disponíveis “em breve” para todos os níveis de escolaridade.

07/06 - A Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou nesta quarta-feira, 5, as escolaridades do concurso para contratação de novos agentes. Em publicação no Instagram, a corporação também informou que os editais estarão disponíveis “em breve”.

As áreas de perito legista foram identificadas! Poderá se candidatar quem tem ensino superior em Medicina, Bioquímica, Odontologia ou Farmácia. Já para delegado, será preciso apenas do diploma de bacharel em Direito.

A carreira de inspetor de polícia terá a exigência de diploma de curso superior em qualquer área. Enquanto o cargo de técnico de necropsia será para quem concluiu o ensino médio. Para auxiliar de necropsia, por sua vez, será necessário o ensino fundamental completo.

Os preparativos do concurso Polícia Civil-RJ estão em andamento. A corporação, no momento, escolhe a banca organizadora. 

A previsão, segundo a Assessoria de Imprensa, é que os editais sejam publicados até abril. Será um documento para cada cargo. A abertura do novo concurso tem como objetivo de suprir parte do déficit de quase 15 mil policiais civis no Rio de Janeiro. “A Secretaria de Polícia Civil está trabalhando para lançar os editais dos concursos para reforçar o efetivo nas nossas unidades”, disse a pasta nesta quarta, 5.

Oferta do concurso PC-RJ pode chegar a mil vagas

O número de vagas do concurso para cada função ainda não foi revelado. Esse pode ser o grande impasse para abertura da seleção. A Polícia Civil do Rio trabalha com a autorização para 96 vagas concedida pelo então governador Luiz Fernando Pezão.

Porém, o atual chefe do executivo, Wilson Witzel, já adiantou que a oferta aumentará para mil vagas. Esse aval ainda não foi publicado no Diário Oficial. Somente quando isso acontecer, poderá ser feita a redistribuição das oportunidades por carreira.

A PC-RJ busca soluções para atingir à oferta de mil vagas. Fontes da FOLHA DIRIGIDA relevaram que a alternativa é extinguir cargos ociosos em outras secretarias. Isso seria uma maneira de economia para assegurar o pagamento dos novos servidores.

Como o Estado está sob ação do Regime de Recuperação Fiscal (RRF), o quantitativo de vagas _ca restrito. Durante esse período, os concursos só podem ser feitos para reposição de cargos em aberto por aposentadorias, mortes ou exonerações.

A contagem deve ocorrer a partir de setembro de 2017, mês em que o governo aderiu ao regime. Nesse esquema, a corporação tem 96 vacâncias. Para aumentar a oferta do concurso, é preciso ter mais cargos ociosos. Justamente a manobra que está em estudo pela Polícia Civil.

A boa notícia é que o secretário da Casa Civil e Governança, José Luís Zamith, confirmou que, apesar da crise financeira no estado, o concurso para a Polícia Civil do Rio

______________________________________________________________________________________________

Concurso Polícia Civil-RJ: corporação confirma editais até julho

28/05 - Até julho, os editais do concurso para Polícia Civil do Rio de Janeiro devem ser publicados. O prazo foi confirmado à FOLHA DIRIGIDA nesta segunda-feira, 27, pela Assessoria de Imprensa da corporação. A expectativa é que sejam abertas mil vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade.

“Há previsão de mil vagas para policiais civis, entre delegados, inspetores, perito, técnico e auxiliar de necropsia. Até julho os editais devem ser lançados”, disse a PC-RJ, em nota.

A Polícia Civil do Rio tem autorização para abrir concurso em cinco cargos: auxiliar de necropsia (nível fundamental), técnico de necropsia (nível médio), inspetor (nível superior em qualquer área), perito (nível superior em áreas específicas) e delegado (graduação em Direito). Um edital deve ser divulgado para cada carreira.

O secretário da Polícia Civil-RJ, delegado Marcus Vinicius Braga, já tinha adiantado essa possibilidade. Ele também revelou qual carreira deve ter o primeiro documento divulgado.

“O primeiro, provavelmente, será o de delegado de polícia, o segundo de inspetor. Até julho todos os editais podem estar na rua”, revelou Braga, em entrevista à rádio CBN. Com a confirmação da corporação cresce ainda mais a expectativa pelos documentos muito em breve.

A carência de 15 mil policiais, segundo o chefe da pasta, foi o motivo para a autorização de um novo concurso. Algumas carreiras policiais, como a de delegado, não têm novos editais há seis anos.

“Nosso déficit é muito grande e o governador Wilson Witzel entendeu isso e já autorizou (o concurso). A toda hora, ele me pergunta como está o andamento das comissões”, disse o secretário de Polícia Civil-RJ sobre o trabalho na organização dos editais.

______________________________________________________________________________________________

Witzel reconhece déficit na PC-RJ e confirma concurso com mil vagas

12/04 - No balanço sobre os 100 dias de governador, Wilson Witzel confirmou os preparativos para novo concurso Polícia Civil-RJ.

A recomposição dos quadros da Polícia Civil está entre as metas do governo do Rio de Janeiro. Nesta quinta-feira, 11, o governador Wilson Witzel reconheceu que a corporação trabalha com apenas um terço do seu efetivo. Para solucionar a situação, ele confirmou os preparativos de um novo concurso com mil vagas.

De acordo com o governador, a oferta será em torno de 180 vagas para delegado e 800 para outras funções de policial. Os números foram transmitidos por Witzel em entrevista ao Bom dia Rio, da Rede Globo, sobre os 100 primeiros dias de governo, concluídos na quarta, 10.

 “A Polícia Civil estava completamente desestruturada. O efetivo está hoje em um terço. Mas, estamos com concurso previsto para delegado e policial. Com isso, nós começamos a recompor a capacidade desses policiais de operar.

Principalmente, a Polícia Judiciária”, disse o chefe do executivo estadual.

Witzel, porém, ainda não deu a autorização formal para a abertura de mil vagas na corporação. Por isso, a Polícia Civil ainda trabalha com o quantitativo liberado no Diário Oficial do ano passado pelo então governador Luiz Fernando Pezão: 96 vagas.

Desse total, seis são para auxiliar de necropsia, quatro para técnico de necropsia, 20 para perito legista, 50 para inspetor e 16 para delegado. Assim que sair o aval para as mil vagas, esse quantitativo será redefinido.

Cabe ao Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal, ligado ao Ministério da Economia, dar a autorização oficial. Isso é necessário porque o Estado do Rio de Janeiro está sob ação da medida protetiva.

Por lei, os órgãos estaduais só podem abrir concurso para repor cargos que ficaram vagos por aposentadorias, mortes ou exonerações, desde setembro de 2017, mês em que o Estado aderiu ao regime.

_______________________________________________________________________________________________

Concurso Polícia Civil-RJ: corporação já analisa preços de bancas

19/03 - A Secretaria de Polícia Civil do Rio de Janeiro está em fase importante para o novo concurso público: a definição das bancas organizadoras. O setor de Licitações da corporação já analisa preços de várias instituições. A informação foi passada à FOLHA DIRIGIDA com exclusividade pela direção da Acadepol.

De acordo com a Academia de Polícia, foram elaborados cinco termos de referência do concurso, um para cada cargo: auxiliar de necropsia, técnico de necropsia, inspetor, perito e delegado. Eles já estão finalizados e aprovados.

Os documentos funcionam como um espelho para o edital e contam com dados importantes, como cronograma previsto, etapas de seleção e número de vagas. Os termos de referência são enviados a possíveis bancas organizadoras durante a licitação. A Polícia Civil do Rio já confirmou que um processo está aberto para cada carreira autorizada no concurso.

Nada impede que a mesma banca vença licitações distintas. Ou seja, uma instituição poderá ser responsável por aplicar as provas para dois ou mais cargos. As datas das avaliações, porém, serão diferentes. Isso porque cada edital terá seu próprio cronograma a ser seguido.

O concurso Polícia Civil-RJ contará com mil vagas, conforme anunciado pelo governador Wilson Witzel. Cabe agora ao Conselho  de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal, ligado ao Ministério da Economia, dar o aval. Isso, segundo a pasta, acontecerá.

Esse aval é necessário porque o Estado do Rio de Janeiro está sob ação da medida protetiva. Por lei, os órgãos estaduais só podem abrir concurso para repor cargos que ficaram vagos por aposentadorias, mortes ou exonerações, desde setembro de 2017, mês em que o Estado aderiu ao regime. O Fundo Único de Previdência Social do Estado (Rioprevidência) revelou que a Polícia Civil-RJ registrou 513 aposentadorias de setembro de 2017 até janeiro deste ano. O que indica que o número de vagas poderá ser ainda maior.

Editais serão publicados 45 dias após contratação da banca

Já está confirmado que o concurso Polícia Civil-RJ terá um edital divulgado por cargo. A direção da Acadepol já adiantou também que o cronograma determina que os editais sejam publicados até 45 dias após a contratação da banca. Caso as licitações terminem entre o final de abril e início de maio, a Academia de Polícia acredita que todos os editais possam sair até julho. Isto confirma a previsão passada pelo secretário de Polícia Civil do Rio, Marcus Vinicius Braga, de que “até julho todos os editais podem estar na rua”.

O primeiro deles, segundo o chefe da pasta, será para delegado. Marcus Vinícius também apontou qual carreira deve ter o segundo edital divulgado pela PC-RJ. “O primeiro, provavelmente, será o de delegado de polícia, junto com o de inspetor”.

Segundo o secretário, os trâmites para o concurso Polícia Civil-RJ estão adiantados. “A comissão de concurso se reúne a todo momento. Alguns editais já estão sendo preparados. Todas as etapas estão sendo cumpridas muito rapidamente”, destacou Marcus Vinicius.

______________________________________________________________________________________________

Concurso Polícia Civil-RJ: governador Witzel anuncia mil vagas

01/02 - O governador Wilson Witzel anunciou nesta quarta-feira, dia 30, que será aberto o concurso Polícia Civil-RJ 2019. Segundo o chefe do Executivo estadual, serão oferecidas mil vagas para agente, delegado e perito.

A distribuição das oportunidades pelos cargos ainda não foi revelada. De acordo com o governador, a iniciativa tem o objetivo de reforçar a Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro.

"A Segurança Pública continua sendo uma das prioridades do nosso governo. Sabemos que uma Polícia Civil bem aparelhada e com capacidade de investigação poderá desmobilizar o crime organizado. Os resultados estão começando a aparecer. Além de mais policiais nas ruas, a Secretaria de Administração Penitenciária está fazendo diversas vistorias nas cadeias para apreender celulares e drogas", afirmou.

O secretário de Polícia Civil, Marcus Vinícius, também falou sobre a seleção. Revelou que os preparativos estão adiantados, o que mostra que os editais não devem demorar para serem publicados.

"O governador já autorizou, a comissão de concurso se reuniu ontem e já deu início ao estudo para a elaboração do edital", confirmou o titular da corporação.

De acordo com o secretário da Casa Civil e Governança, José Luís Zamith, o estudo do edital será submetido ao Conselho do Regime de Recuperação Fiscal para mostrar que não haverá desequilíbrio financeiro, já que há uma vacância de mil vagas na Polícia Civil.

"Esse é o primeiro passo. Vamos fazer um estudo de viabilidade financeira e levar ao Conselho, para dar o passo seguinte", ressaltou Zamith.

A previsão para escolha da organizadora e divulgação dos editais ainda não foi passada. Entretanto, o concurso deve ser tocado de forma rápida, tendo em vista as declarações de Wilson Witzel e do titular da Polícia Civil-RJ. Outro fato que pressiona o governo a acelerar os preparativos é o déficit de mais de 15 mil policiais no estado.

FONTE: FOLHA DIRIGIDA 

 

Nome:
Senha:
 
 

Concurso MP-RJ para área de apoio sai em 2019, diz órgã

Concurso PRF: Bolsonaro autoriza a chamada de mil aprovados

<