#cap1 #cap2 #cap3 #cap4 #cap5 #cap6 #cap7
.  

POLÍCIA CIVIL/RJ

Witzel reconhece déficit na PC-RJ e confirma concurso com mil vagas

12/04 - No balanço sobre os 100 dias de governador, Wilson Witzel confirmou os preparativos para novo concurso Polícia Civil-RJ.

A recomposição dos quadros da Polícia Civil está entre as metas do governo do Rio de Janeiro. Nesta quinta-feira, 11, o governador Wilson Witzel reconheceu que a corporação trabalha com apenas um terço do seu efetivo. Para solucionar a situação, ele confirmou os preparativos de um novo concurso com mil vagas.

De acordo com o governador, a oferta será em torno de 180 vagas para delegado e 800 para outras funções de policial. Os números foram transmitidos por Witzel em entrevista ao Bom dia Rio, da Rede Globo, sobre os 100 primeiros dias de governo, concluídos na quarta, 10.

 “A Polícia Civil estava completamente desestruturada. O efetivo está hoje em um terço. Mas, estamos com concurso previsto para delegado e policial. Com isso, nós começamos a recompor a capacidade desses policiais de operar.

Principalmente, a Polícia Judiciária”, disse o chefe do executivo estadual.

Witzel, porém, ainda não deu a autorização formal para a abertura de mil vagas na corporação. Por isso, a Polícia Civil ainda trabalha com o quantitativo liberado no Diário Oficial do ano passado pelo então governador Luiz Fernando Pezão: 96 vagas.

Desse total, seis são para auxiliar de necropsia, quatro para técnico de necropsia, 20 para perito legista, 50 para inspetor e 16 para delegado. Assim que sair o aval para as mil vagas, esse quantitativo será redefinido.

Cabe ao Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal, ligado ao Ministério da Economia, dar a autorização oficial. Isso é necessário porque o Estado do Rio de Janeiro está sob ação da medida protetiva.

Por lei, os órgãos estaduais só podem abrir concurso para repor cargos que ficaram vagos por aposentadorias, mortes ou exonerações, desde setembro de 2017, mês em que o Estado aderiu ao regime.

_______________________________________________________________________________________________

Concurso Polícia Civil-RJ: corporação já analisa preços de bancas

19/03 - A Secretaria de Polícia Civil do Rio de Janeiro está em fase importante para o novo concurso público: a definição das bancas organizadoras. O setor de Licitações da corporação já analisa preços de várias instituições. A informação foi passada à FOLHA DIRIGIDA com exclusividade pela direção da Acadepol.

De acordo com a Academia de Polícia, foram elaborados cinco termos de referência do concurso, um para cada cargo: auxiliar de necropsia, técnico de necropsia, inspetor, perito e delegado. Eles já estão finalizados e aprovados.

Os documentos funcionam como um espelho para o edital e contam com dados importantes, como cronograma previsto, etapas de seleção e número de vagas. Os termos de referência são enviados a possíveis bancas organizadoras durante a licitação. A Polícia Civil do Rio já confirmou que um processo está aberto para cada carreira autorizada no concurso.

Nada impede que a mesma banca vença licitações distintas. Ou seja, uma instituição poderá ser responsável por aplicar as provas para dois ou mais cargos. As datas das avaliações, porém, serão diferentes. Isso porque cada edital terá seu próprio cronograma a ser seguido.

O concurso Polícia Civil-RJ contará com mil vagas, conforme anunciado pelo governador Wilson Witzel. Cabe agora ao Conselho  de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal, ligado ao Ministério da Economia, dar o aval. Isso, segundo a pasta, acontecerá.

Esse aval é necessário porque o Estado do Rio de Janeiro está sob ação da medida protetiva. Por lei, os órgãos estaduais só podem abrir concurso para repor cargos que ficaram vagos por aposentadorias, mortes ou exonerações, desde setembro de 2017, mês em que o Estado aderiu ao regime. O Fundo Único de Previdência Social do Estado (Rioprevidência) revelou que a Polícia Civil-RJ registrou 513 aposentadorias de setembro de 2017 até janeiro deste ano. O que indica que o número de vagas poderá ser ainda maior.

Editais serão publicados 45 dias após contratação da banca

Já está confirmado que o concurso Polícia Civil-RJ terá um edital divulgado por cargo. A direção da Acadepol já adiantou também que o cronograma determina que os editais sejam publicados até 45 dias após a contratação da banca. Caso as licitações terminem entre o final de abril e início de maio, a Academia de Polícia acredita que todos os editais possam sair até julho. Isto confirma a previsão passada pelo secretário de Polícia Civil do Rio, Marcus Vinicius Braga, de que “até julho todos os editais podem estar na rua”.

O primeiro deles, segundo o chefe da pasta, será para delegado. Marcus Vinícius também apontou qual carreira deve ter o segundo edital divulgado pela PC-RJ. “O primeiro, provavelmente, será o de delegado de polícia, junto com o de inspetor”.

Segundo o secretário, os trâmites para o concurso Polícia Civil-RJ estão adiantados. “A comissão de concurso se reúne a todo momento. Alguns editais já estão sendo preparados. Todas as etapas estão sendo cumpridas muito rapidamente”, destacou Marcus Vinicius.

______________________________________________________________________________________________

Concurso Polícia Civil-RJ: governador Witzel anuncia mil vagas

01/02 - O governador Wilson Witzel anunciou nesta quarta-feira, dia 30, que será aberto o concurso Polícia Civil-RJ 2019. Segundo o chefe do Executivo estadual, serão oferecidas mil vagas para agente, delegado e perito.

A distribuição das oportunidades pelos cargos ainda não foi revelada. De acordo com o governador, a iniciativa tem o objetivo de reforçar a Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro.

"A Segurança Pública continua sendo uma das prioridades do nosso governo. Sabemos que uma Polícia Civil bem aparelhada e com capacidade de investigação poderá desmobilizar o crime organizado. Os resultados estão começando a aparecer. Além de mais policiais nas ruas, a Secretaria de Administração Penitenciária está fazendo diversas vistorias nas cadeias para apreender celulares e drogas", afirmou.

O secretário de Polícia Civil, Marcus Vinícius, também falou sobre a seleção. Revelou que os preparativos estão adiantados, o que mostra que os editais não devem demorar para serem publicados.

"O governador já autorizou, a comissão de concurso se reuniu ontem e já deu início ao estudo para a elaboração do edital", confirmou o titular da corporação.

De acordo com o secretário da Casa Civil e Governança, José Luís Zamith, o estudo do edital será submetido ao Conselho do Regime de Recuperação Fiscal para mostrar que não haverá desequilíbrio financeiro, já que há uma vacância de mil vagas na Polícia Civil.

"Esse é o primeiro passo. Vamos fazer um estudo de viabilidade financeira e levar ao Conselho, para dar o passo seguinte", ressaltou Zamith.

A previsão para escolha da organizadora e divulgação dos editais ainda não foi passada. Entretanto, o concurso deve ser tocado de forma rápida, tendo em vista as declarações de Wilson Witzel e do titular da Polícia Civil-RJ. Outro fato que pressiona o governo a acelerar os preparativos é o déficit de mais de 15 mil policiais no estado.

FONTE: FOLHA DIRIGIDA 

 

Nome:
Senha:
 
 

Aulão Beneficente em prol da Casa Lar de Muriaé

Participe de um super aul

Governo publica decreto sobre autorização de concursos federa