#cap1 #cap2 #cap3 #cap4 #cap5 #cap6 #cap7
.  

POLÍCIA FEDERAL

Concurso PF: Bolsonaro confirma nova seleção para 2.000 vagas

04/08 - Após o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, ter anunciado, na última sexta-feira, 31 de julho, que o aguardado concurso PF (Polícia Federal) já está em elaboração e deve contar com uma oferta de 2.000 vagas, a seleção agora foi reforçada pelo próprio presidente Jair Bolsonaro. Por meio de publicação em suas redes sociais, no último domingo, 2 de agosto, Bolsonaro divulgou medidas para combate à corrupção e, para isto, cita a realização do novo certame.Novas informações devem ser confirmadas em breve.

Na sexta-feira, em entrevista ao programa "Nos pingos dos is", Mendonça disse que se reuniu  com o presidente e o ministro da Economia, Paulo Guedes, que deram aval para o novo certame. O quantitativo de 2.000 vagas supera o total solicitado ao Ministério da Economia, que era de 1.508 postos.

A expectativa é de que a seleção seja para o preenchimento de vagas para quem possui  ensino médio  e nível superior, com remunerações iniciais que variam de R$ 4.746,16 a R$ 7.841,95, com jornada de trabalho de 40 horas semanais

A distribuição das 1508 vagas inicialmente solicitadas por cargos é a seguinte: agente de polícia (540), escrivão (300), delegado (100),  agente administrativo (349), papiloscopista (61), administrador (21),  arquivista (8), assistente social (10), bibliotecário (1), contador (9),  economista (3), enfermeira (3), engenheiro (1), estatístico (4), farmacêutico (1), médico (65), nutricionista (1), odontólogo (11), psicólogo (5), técnico em assuntos educacionais (13) e técnico em comunicação social (3). 

 

FONTE: JC CONCURSOS 

________________________________________________________________________

Concurso PF: confirmado novo pedido para 1.508 vagas em cargos de níveis médio e superior

18/06 - Boa notícia para quem pretende participar do novo  concurso PF (Polícia Federal). Acontece que o órgão confirmou novas informações a respeito do pedido de liberação de verbas por parte do Ministério da Economia para a realização do novo certame. De acordo com o órgão, a intenção é oferecer 1.508 vagas, distribuídas por diversos cargos, com opções para quem possui  ensino médio  e nível superior, com remunerações iniciais que variam de R$ 4.746,16 a R$ 7.841,95.  

Do total de postos, como já havia sido antecipado recentemente, a maior oferta é para agente de polícia, com 540 vagas. Também confirmaram o total de 300 postos para escrivão e 100 para delegados, inicialmente divulgados.

Porém, outras carreiras também contam com previsão de oferta de vagas, da seguinte forma: papiloscopista (61), administrador (21),  arquivista (8), assistente social (10), bibliotecário (1), contador (9),  economista (3), enfermeira (3), engenheiro (1), estatístico (4), farmacêutico (1), médico (65), nutricionista (1), odontólogo (11), psicólogo (5), técnico em assuntos educacionais (13) e técnico em comunicação social (3).  

O cronograma inicial previa a autorização do concurso ainda em maio. Porém, acabou não se concretizando em decorrência de uma mudança administrativa em relação a cargos comissionados.Com a aprovação da MP 918/2020 pelo Senado Federal, em 25 de maio, a expectativa é de que agora os esforços sejam para agilizar a nova seleção. De acordo com esse cronograma, a previsão é de que sejam publicados dois editais, em 5 de outubro e 22 de novembro, datas ainda não totalmente descartadas.

Concurso PF: Cargos solicitados

No pedido de liberação de verbas do concurso PF (Polícia Federal), para os cargos já definidos da área administrativa, o destaque é para a carreira de agente administrativo, que pede apenas ensino médio e conta com remuneração inicial de R$ 4.746,16, incluindo 2.279,16 de salário básico e R$ 2.467 de gratificação de desempenho de atividade de apoio técnico administrativo.

Para os médicos, o inicial é de R$ 7.841,95, incluindo o salário básico de R$ 4.804,95 e a gratificação, no valor de R$ 3.037.

Para os cargos de nível superior, iniciais de R$ R$ 11.983,26 para agente, escrivão e papiloscopista e R$ 22.672,48 para delegado.

Independência do concurso PF

Vale lembrar que, de acordo com o decreto 9.739, de 28 de março de 2019, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, a PF (Polícia Federal) não precisa de autorização do Ministério da Justiça para realizar um novo concurso público. 

No caso da PF, a liberação de novos concursos fica sob a responsabilidade do diretor-geral do órgão, podendo ocorrer sempre que a necessidade atingir 5% do quadro de pessoal ou em caso de menor percentual, de acordo com determinação do Ministério da Justiça e Segurança Pública. 

 

FONTE: JC CONCURSOS 

 

Nome:
Senha:
 
 

PRF: diretor da corporação confirma novo edital

Paulo Guedes altera critérios para autorização de concursos f