#cap1 #cap2 #cap3 #cap4 #cap5 #cap6 #cap7
.  

TJ/MG - 2019

Instituto AOCP deverá ser banca do concurso TJ-MG 1ª instância

13/12 - O Instituto AOCP foi o vencedor do pregão para escolha da banca organizadora do concurso para 1ª Instância do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG). A decisão foi divulgada na quarta-feira,12, pelo portal de compras do estado. Para que a banca seja oficializada, no entanto, terá de entregar a documentação exigida pelo processo. Caso o setor de licitações do tribunal verifique que todos os documentos estão dentro do esperado, a escolha da organizadora poderá ser publicada no Diário Oficial.

Depois disso, o próximo passo é a assinado o contrato entra a banca e o tribunal. Somente após essa formalização, detalhes do edital poderão ser fechados, tais como cronograma e conteúdo programático das provas.

FOLHA DIRIGIDA questionou a Assessoria de Imprensa do TJ-MG, nesta quinta, 13, sobre o prazo para publicação do edital. No entanto, até o fechamento desta matéria, não houve retorno. O pregão para definição da banca do concurso TJ-MG foi iniciado no dia 19 de outubro.

Além do Instituto AOCP, outras três organizadoras estavam na disputa. São elas: ESPP, Instituto Nosso Rumo e Consulplan. Foi considerada vencedora do pregão a instituição que apresentou o menor preço para aplicar as etapas da seleção e dar apoio às inscrições, além de ter a documentação aprovada.

Concurso TJ-MG terá vagas para níveis médio e superior

O projeto básico do concurso do TJ-MG para 1ª instância é considerado um espelho do edital. Ele contém as principais informações, como cargos, vagas, etapas de seleção e estimativa de taxas de inscrição.

De acordo com o documento, o concurso TJ-MG será para os cargos de oficial de justiça avaliador – para nível médio completo –, técnico judiciário assistente social e técnico judiciário psicólogo judicial – para graduados em Serviço Social e Psicologia, respectivamente.

O concurso TJ-MG terá oferta de vagas efetivas e para cadastro de reserva. Segundo o Tribunal, hoje, os ganhos em início de carreira são R$2.683,58 e R$4.202.60, para o nível médio e superior, respectivamente.

As taxas de inscrição serão de R$70 (nível médio) e R$90 (nível superior). Membros de famílias de baixa renda, que estejam inscritos no CadÚnico, ou desempregados poderão solicitar a isenção do valor.

Ainda segundo o projeto básico, a seleção será composto por provas objetivas e redação. Os candidatos deverão responder a 60 questões de múltipla escolha, que serão distribuídas, de acordo com o cargo concorrido.

As disciplinas cobradas serão Língua Portuguesa, Noções de Informática, Noções de Direito e Conhecimentos Específicos. Na redação, os concorrentes deverão elaborar um texto no modelo de dissertação.

O TJ-MG também prepara concurso para 2ª Instância nos cargos de técnico e analista. No momento, a seleção está na fase de escolha da banca organizadora.

________________________________________________________________________________

Quatro organizadoras disputam o concurso do TJ-MG 1ª instância

01/ 11 - O processo de escolha da organizadora do concurso do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), para a 1ª instância, segue em andamento. Iniciado no dia 19 de outubro o pregão avalia propostas de diversas empresas. Segundo o órgão, no momento, quatro bancas disputam a seleção.

Em resposta à FOLHA DIRIGIDA nesta quarta-feira, 31, o setor de Licitações do TJ-MG informou as empresas que seguem na disputa pelo concurso, de acordo com sua ordem de classificação. São elas:

1ª classificada: ESPP;

2ª classificada: Instituto de Educação de Desenvolvimento Social Nosso Rumo;

3ª classificada: Consulplan;

4ª classificada: Instituto AOCP

O pregão tem como critério de julgamento o menor preço. De acordo com o setor de Licitações, no momento, a documentação enviada pela banca mais cotada, a Empresa de Seleção Pública e Privada (ESPP), está sendo analisada pela pregoeira e pelo apoio técnico.

A fase para recursos ainda não foi iniciada. Após a conclusão desta etapa, o nome da empresa vencedora poderá ser divulgado. Assim que a banca organizadora for definida, o edital poderá ser publicado. TJ-MG também planeja concurso para a 2ª instância.

Concurso terá vagas para diversos cargos

O projeto básico do concurso do TJ-MG para 1ª instância, que é utilizado como base para a elaboração do edital, traz oportunidades para as seguintes carreiras: técnico judiciário, em cargos de assistente social judicial e psicólogo judicial, para graduados na respectiva área; e oficial de justiça avaliador, para candidatos com nível médio completo.

Segundo o documento, as taxas de inscrição serão de R$70 (nível médio) e R$90 (nível superior). Candidatos desempregados ou inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) poderão solicitar a isenção do valor.

O concurso TJ-MG oferecerá vagas efetivas e para cadastro de reserva. Segundo o Tribunal, atualmente, os ganhos em início de carreira são de R$2.683,58 e R$4.202.60, para o nível médio e superior, respectivamente.

Ainda segundo o projeto básico da seleção, os candidatos do concurso TJ-MG serão avaliados por meio de prova objetiva e redação. O exame de múltipla escolha será composto por 60 questões, que serão distribuídas, de acordo com o cargo.

A avaliação terá questões sobre disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Noções de Direito e Conhecimentos Específicos. Já a redação será feita no modelo de dissertação.

_________________________________________________________________________________

Concurso TJ-MG 1ª instância: escolha da banca começará dia 19

10/10 - O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) divulgou um novo projeto básico para o seu concurso da 1ª instância. As alterações realizadas, no entanto, não mudam os cargos, requisitos e processos de seleção, que foram divulgados anteriormente. Além disso, uma nova data para o início do processo de escolha da banca organizadora foi divulgada.

O tribunal irá escolher a organizadora do seu concurso, por meio de um pregão eletrônico, utilizando o critério de julgamento de menor preço. O processo terá início às 10h do próximo dia 19 de outubro, uma sexta-feira.

Esta é a segunda vez que o TJ-MG divulga uma data para a escolha da banca organizadora. Em setembro, o Tribunal informou à FOLHA DIRIGIDA que precisou adiar o início do pregão, para realizar retificações no projeto básico. O documento é utilizado como base para a elaboração do edital do concurso.

Caso seja iniciado no próximo dia 19, como previsto, o pregão eletrônico servirá para escolher a banca organizadora do concurso da 1ª instância do TJ-MG. Com a decisão da empresa vencedora, o edital poderá ser divulgado ainda este ano.

Cargos e requisitos não foram alterados

O novo projeto básico divulgado pelo TJ-MG traz alterações em relação a critérios para a contratação da banca organizadora do concurso. Em relação aos cargos, requisitos e meios de seleção para a seleção da 1ª instância, não houve alterações. Desta forma, o documento divulgado em junho continua valendo, como base para os futuros candidatos.

Na época, foram divulgados os cargos e as etapas do concurso. De acordo com o documento, as taxas de inscrição serão de R$70 (nível médio) e R$90 (nível superior). Já as isenções poderão ser solicitadas por candidatos desempregados ou inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

O concurso terá vagas para as seguintes carreiras: técnico judiciário, em cargos de assistente social judicial e psicólogo judicial, para graduados na respectiva área; e oficial de justiça avaliador, para candidatos com nível médio completo.

O concurso TJ-MG terá vagas efetivas e formação de cadastro de reserva. Segundo o TJ-MG, os ganhos, em início de carreira, no Tribunal, são de R$2.683,58 e R$4.202.60, para o nível médio e superior, respectivamente.

De acordo com o projeto básico divulgado, os candidatos do concurso TJ-MG serão avaliados por meio de prova objetiva e redação, que serão aplicadas a todos os cargos e especialidades.

A prova objetiva será composta por 60 questões, que serão distribuídas, de acordo com o cargo, pelas disciplinas de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Noções de Direito e Conhecimentos Específicos. Já a redação será feita no modelo de dissertação.

________________________________________________________________________________

FONTE: FOLHA DIRIGIDA 

 

Nome:
Senha:
 
 

'Todo ano faremos concurso para 2 mil policiais', diz Witzel sobre PM

Polícia Civil-ES publica edital de concurso com 173 vagas